13/Abr/2018
Tremor de 3,6 pontos na escala Richter atinge costa de Florianópolis
Informação é confirmada pela USP.
Jornalismo
belosmontesradio@gmail.com
        

— Isso é comum. Toda a terra tem pequenos tremores de terra devido à movimentação das placas tectônicas, que são de formação heterogênea e se movimentam muitas vezes por ano. Então vão se acumulando tensões nesses locais, em profundidades desconhecidas, como foi esse aí em Florianópolis. 

Barbosa salienta que o tremor não poderia ter sido previsto. O técnico em sismologia também explica que novos terremotos podem acontecer na sequência, mas a variação de tempo vai desde minutos até anos. 

— Pode acontecer uma réplica pequena desse mesmo evento, que não foi forte, mas diria que foi de intensidade pequena à moderada. Não seria suficiente para destruir, mas para ser percebido e causar incômodo — classifica. 

 

Em nota, a Defesa Civil de Santa Catarina informa que está averiguando a situação. O órgão acrescenta que recebeu relatos de moradores que teriam sentido o fenômeno (o Corpo de Bombeiros teria recebido 32 relatos somente na capital), inclusive fora de Florianópolis, como em Blumenau. Os municípios estão sendo monitorados. Em entrevista à rádio CBN Diário, o secretário da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, diz que o tremor de baixa intensidade não resultou em estragos na região, mas estão em alerta:

—A população pode ficar tranquila, nós não temos nenhuma informação de efeitos secundários, como maremotos. 

 

No início deste mês, um terremoto na Bolívia também provocou efeitos em Santa Catarina, como em Itajaí, São José e Palhoça. Barbosa explica a dinâmica:

— Durante a propagação das ondas sísmicas, uma parte entra no continente. É um processo de ressonância, em que as ondas vibram com frequência maior em algumas condições, como em solos mais sedimentares e na estrutura de alguns prédios. 

A RSRB descarta qualquer possibilidade de tsunami, que não costuma acontecer no Oceano Atlântico. Meteorologista da NSC Comunicação, Leandro Puchalski indica que haverá alterações no mar neste fim de semana, mas todas relacionadas às condições meteorológicas. 

 

Outros tremores recentes no Brasil

O tremor em Santa Catarina, de 3,6 pontos na escala Richter, foi o segundo de maior intensidade neste ano no Brasil, conforme os sistemas da Universidade de São Paulo (USP). Em 15 de março, um terremoto de magnitude 4,3 foi contabilizado no Acre. Antes, em 8 de dezembro do ano passado, um terremoto de 4,3 graus incidiu entre o Peru e o Brasil. Veja os cinco eventos mais recentes no país: 

— 6/4 - Sonora/MS - 2,5 pontos na escala Richter
— 6/4 - Sonora/MS - 2,4 pontos na escala Richter
— 4/4 - Sorriso/MT - 2,8 pontos na escala Richter
— 19/3 - Novo Horizonte do Norte/MT - 2,3 pontos na escala Richter
— 18/3 - Taipu/RN - 1,9 pontos na escala Richter

Fonte: Centro de Sismologia da USP

Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários



publicidade
vídeos mais recentes



  • Previsão do Tempo Seara-SC
    Quarta-feira , 25/04
    18ºC
    29ºC
    0 mm
    0 %
    Sol com algumas nuvens. Não chove.

enquete

home      a rádio      notícias      programação      blog      eventos      faleconosco
Facebook   Twitter   Youtube
Rua do Comércio, 215, Centro Seara - SC CEP: 89770-000 (49)3452-8500 | belosmontes@belosmontes.com.br