15/Abr/2017
Chapecoense vence o JEC em casa e conquista a Taça Sandro Pallaoro
Final será contra o Avaí.

        

Com uma rodada de antecedência a Chapecoense garantiu o título do returno ao bater o Joinville por 2 a 0, neste sábado, na Arena Condá. Foi a sétima vitória seguida no estadual que levaram a Chapecoense a 22 pontos, não podendo mais ser alcançada na última rodada. De quebra o Verdão conquistou a taça Sandro Pallaoro.

A conquista do troféu era uma das metas do clube, para homenagear o ex-presidente que foi diretor no acesso para a Série C e nos acessos para a Séries B e A, além os títulos catarinenses de 2011 e 2016. Ele foi uma das 71 vítimas do acidente aéreo na Colômbia. Familiares do ex-presidente estiveram na Arena Condá e ficaram num camarote decorado com a foto de Pallaoro comemorando um título.  Tristeza e alegria se misturaram em mais uma conquista.

Mas o Joinville, que precisava vencer para igualar a pontuação, começou disposto a estragar a festa da Chapecoense. Em véspera de Páscoa o Coelho marcou a saída de bola do Verdão e dificultou a chegada do time da casa. Fernandinho  fez marcação individual em Rossi. A única chance do time de Vagner Mancini nos primeiros 15 minutos foi num chute de fora da área de João Pedro, que Matheus espalmou.

O Joinville teve a chance de dar um presente para a sua torcida justamente aos 15 minutos, quando a defesa da Chapecoense cortou mas e a bola sobrou dentro da área para o atacante Bruno Batata, de frente para o gol. Mas o atacante acabou perdendo uma oportunidade que não dá para desperdiçar num jogo decisivo.

A partir deste lance praticamente só deu Chapecoense. Arthur teve uma chance e cabeceou para fora. Reinaldo cobrou falta fechada na rede pelo lado de fora. Apodi ficou livre próximo da meia-lua da área mas chutou errado. Até que aos 30 minutos, num cruzamento para a área, Danrlei lembrou o ex-goleiro do Grêmio e colocou a mão na bola. Pênalti que Reinaldo, o homem dos gols importantes, cobrou e converteu.

"O campeão voltou" começou a gritar a torcida na arquibancada, lembrando que a Chapecoense tenta conquistar pela primeira vez um bicampeonato.

No início do segundo tempo a Chapecoense foi só pressão. Matheus salvou no ângulo uma cabeçada de Arthur.  E numa finalização de Rossi a bola raspou a trave.

O Joinville tentou responder com Fernandinho, que chutou forte, cruzado, obrigando Arthur Moraes a tocar para escanteio.

Mas a Chapecoens mostrou mais força. E com num contra ataque Túlio de Melo, que entrou no lugar de Wellington Paulista, tabelou com Andrei Girotto e marcou o segundo. Ele correu até próximo aos reservas e deu uma cambalhota, antes de abraçar os companheiros.

Nas arquibancadas a torcida cantou: "É campeão".

Na véspera da Páscoa a Chapecoense mostra que ressurgiu com força, conquistando um troféu com um grupo totalmente reformulado em menos de quatro meses. Mas  para isso eles devem ter contado com um apoio transcendente. Afinal, por tudo que o ex-presidente Sandro Pallaoro fez pelo clube, a taça em sua homenagem não poderia ficar em outro lugar.

 

Informações DC

Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários



publicidade
vídeos mais recentes



  • Previsão do Tempo Seara-SC
    Sábado , 18/11
    18ºC
    26ºC
    20mm
    90%
    Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora.

enquete

home      a rádio      notícias      programação      blog      eventos      faleconosco
Facebook   Twitter   Youtube
Rua do Comércio, 215, Centro Seara - SC CEP: 89770-000 (49)3452-8500 | belosmontes@belosmontes.com.br