03/Abr/2017
Campanha contra a Gripe A tem datas confirmadas
Saúde.

        

A 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza (gripe) em Santa Catarina será realizada no período de 17 de abril a 26 de maio, sendo 13 de maio o Dia D de Mobilização Nacional, conforme o novo calendário anunciado pelo Ministério da Saúde (MS) para atender o cronograma de remessa das vacinas. Em Santa Catarina, 1.864.566 pessoas deverão ser imunizadas este ano.

No período de 17 a 21 de abril serão vacinadas apenas as pessoas com 60 anos ou mais e os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (Indivíduos que apresentem pneumopatias, incluindo asma, cardiovasculopatias, nefropatias, hepatopatias, doenças hematológicas, distúrbios metabólicos, transtornos neurológicos e do desenvolvimento como epilepsia, paralisia cerebral, síndrome de Down, entre outros, imunossupressão associada a medicamentos, neoplasias, HIV/Aids ou outros, obesidade e pacientes com tuberculose, de todas as formas).

A decisão de priorizar esses grupos baseou-se no cronograma de distribuição das vacinas anunciado pelo Ministério da Saúde, que prevê o envio de apenas 25% do total de doses até o dia 5 de abril, e no fato de que esse público representou 72% das internações e 77% dos 108 óbitos notificados por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por influenza em 2016.

Para os demais grupos do público-alvo, a campanha será iniciada no dia 24 de abril: abrangendo crianças entre seis meses e menores de cinco anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores de saúde, professores do ensino básico e superior das escolas públicas e privadas, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

O cronograma estadual foi definido na última reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que ocorreu no dia 23 de março, em Florianópolis. A CIB reúne representantes da Secretaria Estadual de Saúde (SES) e das secretariais municipais de saúde de Santa Catarina.

A vacinação será oferecida gratuitamente em todas as salas de imunização da rede pública de saúde para os grupos prioritários até o final da campanha. A meta é alcançar uma cobertura de pelo menos 90% da população-alvo. No Dia D de Mobilização Nacional, 13 de maio, os postos de vacinação de todo o estado ficarão abertos das 8h às 17h. Saiba onde buscar a vacina em www.gripe.sc.gov.br.

Tétano
Durante a campanha da gripe, Santa Catarina também intensificará a vacinação contra o tétano. “Essa é uma importante estratégia estadual, pois, ainda que se tenham poucos registros de tétano em Santa Catarina, boa parte dos casos se apresenta de forma grave e, frequentemente, evolui a óbito. Isso é inadmissível, pois o tétano é uma doença totalmente prevenível por vacina”, explica a enfermeira Vanessa Vieira da Silva, gerente de Imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) da SES.

No ano passado, 12 casos de tétano acidental foram notificados no estado, sendo a maioria entre pessoas maiores de 50 anos, dos quais quatro evoluíram para óbito. Isso representa uma taxa de letalidade de 33,3%, acima da taxa nacional, que foi de 32,6%. A vacinação é a única maneira de evitar a doença, mas é preciso tomar três doses para garantir a imunização, com reforço a cada dez anos.

Cronograma
O Ministério da Saúde definiu um cronograma de envio semanal de lotes de vacina contra a gripe para os estados. “Por conta desse envio fracionado, poderá ocorrer períodos de desabastecimento nos postos. Porém, a população não precisa se preocupar, pois os postos receberão novas doses semanalmente”, informa Vanessa. Assim que as vacinas chegarem da Central Nacional de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Cenadi) do Ministério da Saúde, no Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, elas serão enviadas para a Central Estadual de Rede de Frio, em São José, pelo sistema de transporte rodoviário do MS.

Da Central, onde são conferidas e armazenadas, as vacinas serão distribuídas para as 19 Gerências Regionais de Saúde. A retirada das vacinas e o encaminhamento às salas de vacina são de responsabilidade dos municípios. Durante todo esse processo, as vacinas devem ser conservadas entre +2°C a +8°C de temperatura. Qualquer variação fora dessa faixa poderá acarretar na perda da qualidade ou, até mesmo, na inutilização das doses. Clique aqui e conheça a logística de distribuição de vacinas.

Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários



publicidade
vídeos mais recentes



  • Previsão do Tempo Seara-SC
    Sexta-feira , 22/09
    19ºC
    35ºC
    0 mm
    0 %
    Sol com algumas nuvens. Não chove.

enquete

home      a rádio      notícias      programação      blog      eventos      faleconosco
Facebook   Twitter   Youtube
Rua do Comércio, 215, Centro Seara - SC CEP: 89770-000 (49)3452-8500 contato@seara.psi.br